Doping: PJ pede colaboração de Fernando Mendes

A Polícia Judiciária (PJ) está interessada em saber mais sobre o doping no futebol português e por isso solicitou a colaboração de Fernando Mendes. No seu livro biográfico – ‘Jogo Sujo’ – o ex-jogador diz que as práticas dopantes foram recorrentes ao longo da sua carreira, mas, ao contrário da PJ, a Procuradoria-Geral da República (PGR) considerou não haver motivos para investigar.

De acordo com o ‘Correio da Manhã’, apesar de os casos descritos pelo jogador já terem prescrito, a PJ pretende perceber se algumas das infracções do conhecimento de Fernando Mendes ainda continuam a ser praticadas e se podem ser punidas de acordo com a nova lei antidopagem, que criminalizou o tráfico, a administração de dopantes e a associação criminosa relacionada como o fenómeno da dopagem (ver relacionados)

Mas o principal objectivo da PJ é mesmo obter mais informações sobre as métodos e substâncias dopantes usados no desporto.

No mês passado, depois de conhecido o conteúdo do livro do ex-internacional português e único futebolista a jogar por todos os campeões lusos (FC Porto, Benfica, Sporting, Belenenses e Boavista), o gabinete de imprensa da PGR disse à Lusa que até àquela altura não havia “motivos para abrir inquéritos com base no livro do ex-futebolista Fernando Mendes".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG