Andy Murray bate Berdych e está a uma vitória do n.º1 mundial

Tenista britânico apurou-se esta sexta-feira para as meias-finais do torneio Masters 1000 de Paris. Se chegar à final, rouba ao sérvio Novak Djokovic (já afastado da prova) a liderança do ranking mundial.

Andy Murray está perto - muito perto - de tornar o n.º1 do ténis mundial, pela primeira vez na carreira, aos 29 anos. O tenista britânico (natural de Glasgow, Escócia) venceu esta sexta-feira o checo Tomas Berdych nos quartos-de-final do torneio Masters 1000 de Paris e ficou a uma vitória de distância de subir a n.º1 do ranking ATP.

Murray, n.º2 mundial até aqui, bateu Berdych em dois parciais, por 7-6 (11-9) e 7-5. E beneficiou da derrota de Novak Djokovic (o atual líder do ranking), na mesma fase da prova, para ficar com a liderança da tabela à sua mercê. O sérvio caiu ante o croata Marin Cilic, por 6-4 e 7-6 (7-2).

Agora, Andy Murray apenas precisa de se apurar para a final do torneio francês para somar pontos suficientes para ultrapassar Djokovic, que lidera o ranking mundial desde 7 de julho de 2014. O britânico jogará este sábado contra o vencedor do encontro entre o francês Jo-Wilfried Tsonga e o canadiano Milos Raonic.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG