Mundial de andebol. Portugal estreia-se com vitória frente à Islândia

A seleção portuguesa de andebol estreou-se da melhor maneira no Mundial2021, no Egito, ao vencer a Islândia por 25-23, em jogo disputado em New Administrative Capital.

A seleção portuguesa de andebol estreou-se hoje no Mundial2021, no Egito, com um triunfo frente à Islândia (25-23), num encontro do Grupo F em que se superiorizou, muito por culpa da exibição do central Miguel Martins.

Depois de defrontar os nórdicos por duas vezes na última semana, tendo conseguido um triunfo, por 26-24, em Matosinhos, e saído derrotada, por 32-23, de Reiquejavique, em jogos referentes à qualificação para o Europeu de 2022, a seleção comandada por Paulo Jorge Pereira entrou algo apática no encontro, porém soube reagir ainda nos primeiros 30 minutos, para, nos segundos, vincar a sua superioridade.

Frente ao vice-campeão olímpico em Pequim2008 e medalha de bronze no Euro2010, os 'heróis do mar' anularam a peça mais forte do adversário, o ponta-esquerda Bjarki Elisson, nos instantes iniciais, mas foi graças ao jogador de primeira linha Elvar Jonsson que os nórdicos conseguiram entrar forte e mandar no jogo de estreia, sem público presente nas bancadas, devido à pandemia de covid-19.

Durante os primeiros 15 minutos, a Islândia soube explorar e aproveitar uma ou outra falha técnica concedida por Portugal para ficar relativamente confortável, sendo que Rui Silva, autor do primeiro golo português, já depois do minuto quatro, e André Gomes eram os resilientes lusos.

Apesar de ter iniciado o jogo entre os sete titulares, depois de ter estado lesionado, Gilberto Duarte acabou por ajudar mais na defesa do que no ataque, situação que não impossibilitou a passagem de Portugal para a frente do marcador (8-7) pela primeira vez e que se manteve até ao intervalo (11-10).

O ataque português foi quase sempre rápido e intenso, mas também muito paciente para conseguir 'furar' a muralha nórdica, que começou a desabar logo no início do segundo tempo, permitindo uma vantagem lusa de cinco golos.

O suplente e melhor marcador (seis golos) Miguel Martins saltaria do banco para dar brilho a uma exibição mais convincente, primeiro com um grande remate em 'rosca' e depois num 'disparo' sem tirar os pés do chão, embalando os 'heróis do mar' para a maior diferença no marcador.

Se nos primeiros minutos, o ponta Elisson, exímio na marcação dos livres de sete metros, esteve 'ausente', na segunda parte, era o elemento que ia deixando a Islândia 'viva', enquanto o central do FC Porto continuava a orquestrar o ataque luso, ainda que na defesa faltasse alguma solidez.

Na reta final, a vantagem passou a ser de três golos e o guardião Alfredo Quintana fez a 'mancha' num contra-ataque nórdico, segurando a vitória que dificilmente escaparia, 18 anos depois da última participação portuguesa na competição.

No sábado, Portugal defronta Marrocos, que hoje foi superado pela Argélia (24-23), adversário dos 'heróis do mar' na segunda-feira.

Jogo no New Capital Sports Hall.

Portugal-Islândia, 25-23.

Ao intervalo: 11-10.

Sob a arbitragem de Horacek Vaclav e Novotny Jiri (CZE), da República Checa, as equipas alinharam e marcaram:

- Portugal (25): Alfredo Quintana, Pedro Portela (5), Gilberto Duarte, Victor Iturriza (2), João Ferraz, Miguel Martins (6), Belone Moreira, Rui Silva (2), Daymaro Salina, Humberto Gomes, Alexis Borges, Diogo Branquinho (2), António Areia (1), André Gomes (4), Leonel Fernandes (2) e Fábio Magalhães (1).

Selecionador: Paulo Jorge Pereira.

- Islândia (23): Bjarki Elísson (6), Arnór Gunnarsson, Gísli Kristjánsson (2), Arnar Arnarsson (1), Elvar Jonsson (3), Viggó Kristjánsson, Ágúst Bjorgvinsson, Ýmir Gíslason (1), Ólafur Gudmundsson (2), Ómar Magnússon (2), Sigvaldi Gudjonsson (4), Ellidi Vidarsson, Janus Smárason, Oddur Grétarsson e Alexander Petersson (2) e Viktor Hallgrimsson.

Selecionador: Gudmundur Gudmundsson.

Marcha do marcador: 2-3 (05 minutos), 3-4 (10), 5-6 (15), 8-7 (20), 9-8 (25), 11-10 (intervalo), 14-11 (35), 18-13 (40), 19-16 (45), 23-19 (50), 24-22 (55) e 25-23 (resultado final).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG