Vit.Guimarães e Belenenses lamentam a morte de ex-futebolista Caio Júnior

Quim Machado: "Caio Jr. era um colega fantástico. Gente boa como dizem os brasileiros." E Jorge Jesus lembrou "um grande amigo".

Quim Machado, atual treinador do Belenenses, jogou com Caio Júnior no Vit. Guimarães e também no Estrela da Amadora. "Soube quando liguei a televisão. Ainda há pouco tempo troquei mensagens com ele. Ficámos amigos, mas a distância afastou-nos, claro. Falámos da vida dele como treinador, em que atingiu um nível fantástico. É triste acontecer uma coisas destas. É uma notícia que nos deixa a todos em baixo. Sabemos o que isto representa para o clube em si. Não há palavras para descrever uma tragédia destas", contou ao JOGO, ainda consternado com a notícia.

"Caio Júnior era uma pessoa pacata, mas tinha um enorme sentido de humor. Era um bom colega, um colega fantástico. Gente boa, como dizem os brasileiros. Tive o prazer de jogar com ele", disse Quim Machado.

Já o Belenenses recordou com "carinho especial" o treinador da Chapecoense, e antigo futebolista do clube do Restelo, Caio Júnior, uma das vítimas do acidente do avião em que viajava a equipa brasileira, na Colômbia.

Também o Vitória de Guimarães lamentou a morte de Caio Júnior, avançado do clube entre 1987/88 e 1991/92 e que treinava a Chapecoense, do 'Brasileirão', num desastre de avião perto do aeroporto internacional de Medellín, na Colômbia.

"Compartilhamos a vossa tristeza neste momento tão difícil, Associação Chapecoense de Futebol", lê-se na página oficial da rede social Facebook do quinto classificado da I Liga, mensagem acompanhada por uma fotografia de Caio Júnior quando jogava pelo clube vimaranense.

O antigo jogador, que marcou 31 golos em 114 jogos ao longo das cinco épocas com o emblema vimaranense, tendo jogado ainda em Portugal no Estrela da Amadora e no Belenenses, foi uma das pessoas que morreram no voo 'charter' que seguia com 81 pessoas a bordo e sofreu um acidente aéreo na Colômbia na madrugada de hoje.

Jorge Jesus, treinador do Sporting, lembrou um "grande amigo". "Fez estágios em Portugal e estive várias vezes com ele no Brasil. É uma tragédia e está a ser uma situação muito complicada no Brasil. Já falei com vários amigos lá. Neste momento só podemos acreditar e rezar", sublinhou Jesus em declarações à Sporting TV.

O aparelho incluía a equipa do Chapecoense, que ia disputar a primeira mão ia disputar a primeira mão da final da Taça Sul-Americana com os colombianos do Atlético Nacional.

Entre os sobreviventes estão o guarda-redes Marcos Danilo Padilha, de 31 anos, o guarda-redes suplente Jackson Follmann, de 24 anos, o lateral Alan Ruschel, de 27 anos.

As autoridades colombianas confirmaram, entretanto, que o defesa central Helio Zampier Neto também foi resgatado com vida.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG