Alessandro Covi vence 20.ª etapa, Jai Hindley sobe à liderança da geral

No domingo, a 105.ª edição do Giro termina com um contrarrelógio individual de 17,4 quilómetros em Verona.

O ciclista italiano Alessandro Covi (UAE Emirates) venceu este sábado e isolado a 20.ª e penúltima etapa da Volta a Itália, com o australiano Jai Hindley (BORA-hansgrohe) a assumir a liderança da geral a um dia do fim.

"Eu vou morrer por esta camisola no domingo", atirou, durante a flash interview, o australiano de 26 anos, que só pôde dizer que tinha noção de que "esta seria a etapa crucial da corrida" antes de ser abraçado por um companheiro de equipa.

"O final era brutal e, tendo boas pernas, seria possível fazer a diferença. Tivemos paciência e acabou por ser perfeito", declarou, além de elogiar o germânico Lennard Kämna, seu companheiro de equipa, que baixou da fuga para lhe dar "um empurrão" no ataque final.

Covi, de 23 anos, cumpriu os 168 quilómetros entre Belluno e Marmolada, no topo do Passo Fedaia, em 4:46.34 horas, sendo 32 segundos mais rápido do que o esloveno Damen Novak (Bahrain-Victorious), segundo, e 37 do que o compatriota Giulio Ciccone (Trek-Segafredo), terceiro.

Nas contas da geral, um ataque de Hindley, sexto na tirada, deixou para trás o até aqui líder, o equatoriano Richard Carapaz (INEOS). O australiano lidera agora com 1.25 minutos de vantagem sobre o anterior 'maglia rosa', enquanto o espanhol Mikel Landa (Bahrain-Victorious) é terceiro, a 1.51.

No domingo, a 105.ª edição do Giro termina com um contrarrelógio individual de 17,4 quilómetros em Verona.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG