Exames nacionais fomentam desigualdades

A conclusão parte de um estudo levado a cabo pela Universidade de Aveiro (UA). Segundo a investigação, os exames nacionais agravam desigualdades sociais e beneficiam o “mercado paralelo” dos centros de explicações. As provas "nacionais empurram a organização das escolas para uma lógica mercantilista", tendo como "grande beneficiário" o crescente mercado dos centros de explicações, refere a autora do estudo Andreia Gouveia em declarações à agência Lusa. A especialista em Administração e Políticas Educativas, procurou perceber como estudantes, famílias, escolas e centros de explicações se organizam perante as provas nacionais. Por isso, não duvida: "É inegável que existem fundadas razões […]

Para saber mais clique aqui: www.delas.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG