Exclusivo The White Lotus: férias desconfortáveis num resort de luxo 

Ambientada no cenário paradisíaco do Havai, a minissérie de Mike White é um olhar acutilante sobre um conjunto de hóspedes ricos de um hotel e os funcionários ao seu dispor. Uma sátira social afiada para ver na HBO.

Dinheiro, poder e relações humanas. Tudo gira mais ou menos à volta disto em The White Lotus, o novo original da HBO, rodado durante a pandemia no Four Seasons Resort da ilha Maui, no Havai, e nascido de um estímulo criativo que tirou o argumentista Mike White da dormência da quarentena. "Sempre quis fazer uma série sobre um casal em lua de mel. Algo sobre dinheiro, alguém que se casa com um endinheirado e percebe o que pode ter perdido. A troca faustiana que acontece quando se quer um estilo de vida, mas também se quer manter a independência. Só que em vez de me concentrar apenas na lua de mel de um casal, constelei a série com muitas pessoas a debaterem-se com ideias sobre dinheiro. Quem o tem pode realmente criar a dinâmica de um relacionamento, o relacionamento em si, o sentido de identidade. O dinheiro pode perverter as nossas relações mais íntimas, além da relação funcionário-hóspede no hotel", disse o criador de The White Lotus numa entrevista à The New Yorker.

Mais conhecido como argumentista e ator de Escola de Rock (2003), de Richard Linklater, Mike White, que já no seu último filme, A Vida de Brad (2017), explorava as questões do status social, com Ben Stiller no papel de um pai cinquentão atormentado por um complexo de inferioridade face aos seus amigos de faculdade bem-sucedidos, volta-se agora para uma atmosfera saturada de ricos, sem ceder à caricatura dos bons e dos vilões: "Quero que as pessoas vejam os ricos e pensem: este, ou esta, podia ser eu."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG