Ópera de Barcelona reabre com espetáculo para 2292 plantas

A ideia do conceituado Gran Teatre del Liceu passou por realizar "um ato altamente simbólico, que defende o valor da arte, da música e da natureza como uma carta de apresentação no regresso à atividade"

De regresso aos espetáculos, a casa de ópera do Gran Teatre del Liceu, em Barcelona, teve lotação esgotada, mas com um público pouco comum: 2292 plantas. Os espetadores humanos, esses, tiveram de se contentar em assistir ao Concierto para el bioceno através de vídeo.

O evento foi obra do conceituado artista Eugenio Ampudia e incluiu uma performance do quarteto de cordas do UceLi Quartet. A ideia, explicou a organização em comunicado, passou por levar a cabo "um ato altamente simbólico, que defende o valor da arte, da música e da natureza como uma carta de apresentação no regresso à atividade".

As plantas foram trazidas de viveiros próximos e cada uma será doada a um profissional de saúde do Hospital Clinic de Barcelona.

A ópera acrescentou na declaração que, após o "período estranho e doloroso" de confinamento, os organizadores queriam "oferecer uma perspetiva diferente para o regresso às atividades, uma perspetiva que nos aproxima de algo tão essencial quanto o nosso relacionamento com a natureza".

O estado de emergência em Espanha devido à pandemia forçou o Gran Teatre del Liceu a suspender o seu programa de eventos em meados de março.

Espanha 246 504 casos confirmados de covid-19 e 28 324 mortes, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

O estado de emergência terminou no domingo e os locais culturais podem agora reabrir com um número limitado de espetadores, um pouco como acontece em todo o mundo.

Alguns artistas tentaram transmitir concertos online, outros já tocaram em cinemas drive-in e alguns até atuaram em estádios vazios.

Mais Notícias