Morricone nega ataque a Tarantino: "É um dos melhores do seu tempo"

Compositor garante que nunca chamou cretino ao realizador e ameaça processar a edição alemã da Playboy, que lhe atribuiu as ofensas a Tarantino.

"Eu nunca disse nada de negativo sobre Tarantino, os seus filmes ou a Academia e com certeza que não considero os seus filmes um lixo. O meu advogado já tem instruções para avançar" contra a edição alemã da Playboy. A afirmação de Ennio Morricone faz parte de um comunicado enviado pelo compositor, depois de, há dias, lhe terem sido atribuídas aquelas afirmações relativamente ao realizador norte-americano.

"Ele fala sem pensar e deixa tudo para a última da hora. É um caos. É um cretino. Rouba a todos e mistura tudo. Nada é original. E nem se pode chamar um realizador, não é comparável aos autênticos e grandes de Hollywood", teria dito o compositor, em entrevista à Playboy Alemanha. Afirmações que nega veementemente.

"Quentin Tarantino é um excelente realizador. Gostei muito de trabalhar com ele e acarinho a relação que ao longo dos anos fomos desenvolvendo", sublinhou agora Ennio Morricone, em comunicado. Os dois trabalharam juntos, por exemplo, no western Os Oito Odiados.

O compositor tece ainda mais elogios a Tarantino, que diz considerar "corajoso e dono de uma personalidade incrível" e atribui ao trabalho conjunto de ambos o facto de ter conseguido o Oscar, "um dos pontos altos da minha carreira". E se dúvidas restassem, Morricone recorda as declarações que deu à imprensa em Londres, quando afirmou claramente que "Quentin é um dos grandes realizadores do seu tempo", sublinhando que nunca diria mal da Academia, "uma importante instituição que me deu um dos maiores reconhecimentos da minha carreira".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG