Morreu o ator Brian Dennehy, o xerife que perseguiu Rambo

Tinha 81 anos e morreu de causas naturais. Ganhou dois prémios de teatro Tony, por atuações na Broadway. Mas foi através do cinema que ficou mais conhecido.

O ator norte-americano Brian Dennehy morreu aos 81 anos, na quarta-feira à noite, de causas naturais em New Haven, nos Estados Unidos.

"É com pesar que anunciamos que o nosso pai, Brian, faleceu ontem à noite de causas naturais, não relacionadas com a Covid", escreveu a sua filha mais velha, a atriz Elizabeth Dennehy, no Twitter. "Pai e avô, orgulhoso e dedicado, a sua falta será sentida pela sua mulher Jennifer, pela família e por muitos amigos."

Como ator de cinema Dennehy interpretou o xerife do estado de Washington que perseguiu o veterano do Vietname John Rambo (Sylvester Stallone) no filme "First Blood- A Fúria do Herói" (1982), um grande sucesso realizado por Ted Kotcheff, e o procurador que estava disposto a salvar a sua própria pele no filme com Harrison Ford, "Presumed Innocent- Presumível Inocente" (1990), de Alan J. Pakula

Dennehy ganhou duas vezes o Tony, prémio de teatro, em 1999 e 2003 por interpretar Willy Loman em "Death of a Salesman", de Arthur Miller - foi o quarto ator a desempenhar o papel na Broadway - e Tyrone em "Long Day's Journey into Night", de Eugene O'Neil .

Também atuou no cinema em policiais como " Gorky Park" (1983), westerns como "Silverado" (1985), entre vários outros filmes como "F / X" (1986), "Best Seller" (1987) e "Assalto à 13ª Esquadra" (2005). Foi ainda protagonista como o detetive de Chicago, Jack Reed, em cinco telefilmes da NBC de 1993 a 1996, escrevendo e realizando quatro deles.

Brian Manion Dennehy nasceu em 9 de julho de 1938, em Bridgeport, Connecticut, sendo o mais velho dos três rapazes. Os seus avós emigraram da Irlanda para os EUA e o seu pai, Edward, trabalhou como escritor e editor da Associated Press.

Criado em Brooklyn, Nova Iorque, antes de se mudar aos 12 anos para Long Island, foi jogador de futebol americano e o seu treinador disse-lhe a certa altura que "'seria um ótimo ator. E começou assim o teatro ", disse Dennehy ao Newsday em 2013.

Atualmente vivia numa quinta no estado de Connecticut.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG