Morreu Luis Gustavo, o Vavá de Sai de Baixo

Afastado dos ecrãs desde 2018, devido a um cancro, o popular ator brasileiro morre aos 87 anos.

Luis Gustavo Sánchez Blanco, Tatá para os amigos, e Vavá para uma geração que se divertiu a vê-lo na série cómica Sai de Baixo (1996 a 2002), o ator com veia humorística morreu neste domingo em Itatiba, no estado de São Paulo, em consequência de um cancro intestinal.

"O galã da minha infância o eterno Beto Rockfeller deixou-nos órfãos de sua alegria e seu extraordinário talento. Meu amado Tatá, eu confesso que não estava preparado para me despedir de você. Sequer sonhava com esse momento, pois além de meu ídolo, você foi uma das melhores pessoas com quem tive a oportunidade de cruzar neste plano. Que linda existência! Que vida animada!", escreveu o ator Miguel Falabella no Instagram.

Filho do diplomata e escritor Luiz Amador Sánchez e da atriz Helena Blanco, ambos espanhóis, nasceu em Gotemburgo, Suécia, onde o pai desempenhava as funções de cônsul. Cinco anos depois o pai foi transferido para o Rio de Janeiro e mais tarde para São Paulo.

Foi Cassiano Gabus Mendes, pioneiro da televisão no Brasil, e casado com a irmã de Luis Gustavo, quem o levou para o meio, nos anos 50. Depois de alguns anos a trabalhar em várias funções no estúdio, estreou-se no início dos anos 1960 como ator em Mas Não se Matam Cavalos?. Em 1964 foi a vez de participar na primeira novela, Se o Mar Contasse. Mas foi como protagonista de Beto Rockfeller, em 1968-69, uma novela que marcou a transição para a modernidade e para temáticas mais próximas dos brasileiros, que deu o salto para a popularidade.

Outros trabalhos de grande reconhecimento popular foram o do detetive Mário Fofoca na novela Elas por Elas (1982), o charlatão Victor Valentim em Ti-ti-ti (1985) e, para variar, num papel de mau da fita, o Juca Pirama de Salvador da Pátria (1989).

Fez também teatro e cinema, mas foi no pequeno ecrã que mais papéis desempenhou.

No cinema, o seu papel em O Casamento de Romeu e Julieta (2005), onde faz de adepto fanático do Palmeiras que descobre que o genro é fã do rival Corinthians, levou a que estes clubes prestassem homenagem nas redes sociais, tal como, aliás o São Paulo, clube de quem era simpatizante.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG