Exclusivo Livros e cursos para aprender a escrever um best seller

A recente vaga de inúmeros cursos de escrita criativa confirma que a maioria dos portugueses não são apenas marcadamente poetas mas também ficcionistas à procura do sucesso ao virar da esquina. Os guias de como escrever de Patricia Highsmith e de Stephen King continuam a ser reeditados desde há décadas e as edições esgotam.

É definitivo e nem a pandemia fez com que muitos portugueses apostem numa carreira literária a todo o custo, assistindo ou reservando o seu lugar online em dezenas de cursos ministrados por autores, editores e performers desta arte, nos últimos tempos. Há nomes de todo o género, principalmente escritores de sucesso em Portugal, que oferecem o seu conhecimento sobre a escrita de um livro. E os portugueses, ferozes defensores da velha frase que afirma que só se é alguém após plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro, focam-se na terceira parte para garantir um lugar na posteridade.

O desejo de publicar um livro é tão grande que as próprias editoras - que se fartam de recusar originais medianamente escritos e deixam os editores com uma sensação de tempo perdido após lerem as primeiras duas páginas e desistirem - não deixam de abastecer o mercado com as bíblias dos verdadeiros best sellers a explicar como se "produz" um livro. Tanto assim que nos últimos seis meses o guia Suspense ou a Arte da Ficção de Patricia Highsmith e Escrever - Memórias de Um Ofício de Stephen King voltaram a ser reimpressos, ganharam novas capas e editoras, e aí estão para ensinar os ainda não-escritores a realizarem o sonho de uma vida.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG