Exclusivo João Mota: "A função do teatro é inquietar e fazer despertar, não dá receitas"

É um dos fundadores d"A Comuna, ator e encenador, fez cinema e televisão. Detentor da Ordem do Infante D. Henrique, receberá a próxima condecoração de Marcelo Rebelo de Sousa.

Qual deve ser o papel do teatro?

Fiz a guerra em Angola, entre 1966 e 1968, sempre no mato, percebi que o teatro não faz revoluções, mas pode ajudar. Estava há três anos na tropa, faltava-me um mês para sair (tirei o curso de Sargentos Milicianos em Mafra), quando me mandaram para Angola, mais dois anos. Sabiam que era antifascista.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG