Exclusivo Entrar numa livraria e bater com a cara na parede

Lá dentro estão cerca de três mil livros, de todo o género, desde que tenham qualidade. E só cabem duas pessoas, desde que não sejam gordas. Diz-se que a Livraria do Simão, no bairro da Mouraria, é a mais pequena de Lisboa: tem apenas 3,9 metros quadrados, onde cabem cerca de três mil obras, todas escolhidas com critério.

É por baixo do arco das Escadinhas de São Cristóvão, no bairro da Mouraria, que se situa aquela que se diz ser a livraria mais pequena de Lisboa. "Dizem até que é a livraria mais pequena do universo. Do mundo... estou sempre aqui a ouvir esse tipo de comentários", nota o proprietário. A Livraria do Simão tem uns escassos 3,9 metros quadrados e, por causa disso, figura até em alguns roteiros turísticos e era local de passagem obrigatório para os turistas que visitavam Lisboa naquilo a que Paulo Simão chama de época do "grande pânico", pré-pandemia, quando a capital estava inundada de visitantes estrangeiros.

Formado em enologia, o que lhe permitiu a certa altura ser professor de física e química, deu uma volta à vida e decidiu virar-se para os livros, em relação aos quais recusa dizer que tem uma paixão, "porque isso, de alguma forma, é dizer pouco". "Tenho uma ótima relação com o vinho, mas uma má relação com o trabalho do vinho", justifica essa reviravolta que o fez, em 2007, procurar um espaço para abrir uma livraria.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG