Exclusivo Catorze livros obrigatórios nas feiras de Lisboa e do Porto

É já na próxima quinta-feira que começa a Feira do Livro de Lisboa. Um dia depois é a vez da do Porto abrir portas também. Oportunidade para comprar livros que quase foram ignorados devido à pandemia e também para as novidades que saíram após o início do desconfinamento. Entre os milhares de livros editados, o DN sugere 14 títulos que merecem atenção.

Se em Lisboa a Feira do Livro abre dia 26 e no Porto a 27, ambas encerram a 12 de setembro. A da capital é o segundo maior evento de sempre, com 131 expositores - 24 novas presenças - que somam 638 editoras, chancelas e livrarias distribuídas por 325 pavilhões. O evento do Porto evoca os 150 anos da morte de Júlio Dinis e conta com 78 expositores, divididos por 124 pavilhões. Em ambas as feiras do Livro, garantem os responsáveis, estão "asseguradas todas as medidas de higiene e segurança de acordo com as recomendações em vigor para expositores e visitantes".

Novidades literárias não faltam, até porque desde que se iniciou o abrandamento gradual das medidas de confinamento devido à pandemia, as editoras tentam recuperar o tempo perdido e avançaram na publicação a grande velocidade. Além das edições em atraso, as feiras do Livro suscitam sempre uma avalanche de novidades - que não deixou de se verificar -, bem como as oportunidades que vão estar à disposição dos leitores nos jardins do Parque Eduardo VII e nos jardins do Palácio de Cristal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG