Ator de Star Wars morre aos 76 anos devido ao coronavírus

Andrew Jack tinha 76 anos. Esposa do ator ficou em quarentena

O ator Andrew Jack, que participou em diversos filmes da saga Star Wars, morreu esta terça-feira de manhã num hospital de Londres devido ao covid-19.

O seu agente, Jill McCullough, confirmou a notícia ao Metro: "Ele morreu hoje de manhã devido ao covid-19 no Hospital St. Peter, en Chertsey. O Andrew morava numa das casas flutuantes mais antigas do Tamisa. Ele era ferozmente independente, mas loucamente apaixonado pela sua mulher, também ela um treinador de dialetos, Gabrielle Rogers."

Gabrielle Rogers, porém, não conseguiu estar com o marido ou falar com ele nos últimos dias de vida, por estar presa na Austrália em quarentena, depois de ter viajado desde a Nova Zelândia na semana passada. Além disso, o funeral poderá não ser realizado.

"O Andrew era uma pessoa cheia de vitalidade. Atualmente ele estava a trabalhar arduamente a treinar o novo Batman", afirmou McCullough. "Ele era um treinador de dialetos há muitos anos e era uma daqueles pessoas que promoviam orientação e apoio a treinadores mais jovens. Ele foi um pioneiro na indústria, provando aos produtores que os treinadores de dialectos eram necessários e importantes. Ele adorava o trabalho dele e era engraçado, charmoso e alegre. Primeiro era um amigo e só depois um cliente", acrescentou.

Na saga Star Wars, Andrew Jack interpretou Caluan Ematt em O Despertar da Força e Os Últimos Jedi.

Ao longo da carreira, ele trabalhou com Robert Downey Jr. em Chaplin, em 1992; e com Pierce Brosnan, no Golden Eye, em 1995.

Também treino sotaques para a trilogia do Senhor dos Anéis,e ensinou os sotaques para gregos e troianos no filme Troy, de 2004.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG