As aventuras para jovens de um explorador da National Geographic

São sete volumes em que o mundo da National Geographic se junta à ciência através de aventuras destinadas ao público mais jovem. Serão sete volumes e o primeiro já foi publicado.

A americana Trudi Trueit já escreveu 104 livros para o leitor infanto-juvenil, mas o seu desafio mais recente é a coleção Academia dos Exploradores e tem como título O Segredo de Nebula. Onde um grupo de 24 jovens experimenta situações parecidas com as que vivem os verdadeiros exploradores da National Geographic.

A escritora começou por escrever livros de não-ficção juvenil, depois veio a narrativa ficcionada, e agora com este septeto de aventuras há uma quase mistura desses géneros pois as aventuras têm como pano de fundo questões da ciência, ecologia e ação: "A ficção precisa de contar uma boa história porque pode-se tentar dizer o que quiser mas se os jovens não estiverem interessados no livro, se não houver aventura e entusiasmo, fazem como os adultos: põem o livro de lado."

Para que o livro captasse o interesse do público que pretende ter como leitor, Trudi Trueit foi obrigada a fazer uma grande investigação: "A história deve ser o principal, divertirem-se com os personagens, no entanto pretendo que se sintam atraídos por temas importantes como a extinção da espécies, o aquecimento global e a poluição, e terem opinião sobre isso. Se for bem contado, esses assuntos interessam-lhes."

O protagonista chama-se Cruz Coronado e tem uma sonoridade hispânica para, explica, "representar a herança do património do continente americano". Contudo, não faltam outras nacionalidades entre os 24 membros da Academia de Exploradores: "Quis ter uma grande diversidade de culturas, que vão desde personagens nascidos na Nova Zelândia ao Canadá e muitos outros países."

A forma como tentou encontrar leitores para este projeto da National Geographic foi conhecer a fundo o mundo dos exploradores da instituição: "O que fazem, os lugares para onde vão no mundo, quais os assuntos que tratam. Quando compreendi o papel destes exploradores, sabia como fazer uma boa história para jovens."

Da investigação que fez, Trueit descobriu a forma para mostrar que o que os exploradores faziam era importante: "A aventura ainda é a melhor forma de ensinar ciência aos mais jovens porque, além de não aceitarem desculpas para o estado do planeta, eles querem fazer a diferença." A autora recorda que enquanto andou a promover este livro nos Estados Unidos reparou que os jovens "estão mais interessados do que os adultos nessas questões porque sabem que o planeta está nas suas mãos nas próximas décadas."

O primeiro volume, bem como os seis seguintes têm, além da história escrita por Trudi Trueit, muitos gráficos, desenhos e imagens. Quando se lhe pergunta se foi fácil reunir esse puzzle de informações, responde: "Escrevi a história e depois decidiram como a ilustrar. Claro que dei a minha opinião, mas a equipa fez um bom trabalho. Quanto à minha parte, estive sempre à vontade para escolher a direção da minha escrita."

EXplore Academy - O Segredo de Nebula

Trudi Trueit

Edições ASA/National Geographic

222 páginas

Mais Notícias

Outras Notícias GMG