Vodafone quer triplicar velocidade da banda larga

A Vodafone Portugal pretende disponibilizar ao público em Junho a nova tecnologia HSPA+ 64QAM que permitirá a utilização da banda larga móvel a uma velocidade três vezes maior que a actual, até aos 21,6 megabits por segundo.

"A tecnologia HPSA+ consiste na multiplicação das velocidades que existem actualmente e vai permitir utilizar a banda larga móvel até uma velocidade de download de 21,6 megabits por segundo (Mbps). Pretendemos ter as primeiras placas disponíveis para Junho deste ano", disse à agência Lusa o administrador da Vodafone Portugal para a área da Tecnologia, Jorge Capelas Fernandes.

De 3ª Geração e Meia, a tecnologia HPSA+ 64 QAM (Quadrature Amplitude Modulation) triplica a velocidade de acesso e foi testada na semana passada em ambiente real na rede da Vodafone Portugal, em parceria com a Ericsson, tendo sido atingidos picos reais de download de 16 Mbps.

Entre outros exemplos, será possível fazer o download de uma música (4MB) em menos de 2 segundos ou um conteúdo equivalente a um CD (750 MB) em menos de 5 minutos à velocidade máxima teórica de 21,6 Mbps, quando actualmente os clientes de banda larga móvel da Vodafone podem efectuar downloads de dados e navegar na Internet a velocidades até 7,2 Mbps.

Com a nova tecnologia, os clientes poderão também aceder a serviços e conteúdos de qualidade superior como o Video Streaming em alta definição (HD) e fazer uploads de dados até 5,7 Mbps.

As novidades não se esgotam por aqui, uma vez que a Vodafone Portugal prevê também iniciar a comercialização depois do Verão (Setembro/Outubro) da funcionalidade MIMO (Multiple Input Multiple Output), que utiliza várias antenas nas estações base e nos equipamentos de dados e suporta a velocidade máxima teórica de 28,8 Mbps.

"Pretendemos disponibilizar ambas este ano o que depende da disponibilidade comercial dos terminais. Pretendemos que as placas de 64 QAM venham preparadas com hardware e com potencialidades para as de MIMO", de forma a que os clientes que tiverem as primeiras não tenham de fazer um novo investimento nas segundas, explicou Jorge Capelas Fernandes.

A tecnologia LTE (Long Term Evolution), considerada de 4ª Geração, é também uma das apostas da Vodafone.

"Já estamos a fazer testes a nível internacional, onde participamos e antecipamos velocidades de  50 e 100 Mbps. Mas só daqui por três anos é que teremos as primeiras ofertas desta tecnologia cá em Portugal", adiantou Jorge Capelas Fernandes.

Portugal é pioneiro na utilização da banda larga móvel, tendo registado no final do terceiro trimestre do ano passado cerca de 2,13 milhões de utilizadores com acessos à Internet em banda larga móvel e cerca 1,64 milhões de clientes com acessos à Internet fixos, dos quais aproximadamente 1,6 milhões em banda larga, segundo dados da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM).

De acordo com a mesma entidade, a banda larga móvel apresentou um ritmo intenso de crescimento durante o período em análise, aumentando o número de utilizadores cerca de 185 mil no terceiro trimreste de 2008, o que significa uma taxa de crescimento de quase 10 por cento.

Os valores atingidos no final daquele período representam, uma taxa de crescimento relativamente ao terceiro trimestre de 2007 de cerca de 77 por cento, segundo os dados da ANACOM.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG