Tsunami do Japão gerou dois icebergues na Antárctida

Satélite Envisat, da ESA, registou o fenómeno na Antárctida e investigadores da NASA fizeram a ligação com o tsunami

O sismo e o tsunami que devastaram uma parte do Japão, a 11 de Março, tiveram importantes ondas de choque a mais de 13 mil quilómetros de distância... na Antárctida. A onda levou menos de 18 horas a chegar à Antárctida e ali chegou com uma altura de 30 centímetros. A sua energia fez quebrar a plataforma de gelo Sulzberger, dando origem aos dois icebergues.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG