Novos Kindle da Amazon estão esgotados

Os novos aparelhos de leitura de livros electrónicos Kindle, lançados na semana passada, esgotaram-se hoje, tendo a Amazon, que os distribui, explicado que "devido à forte procura" será necessário esperar cerca de um mês para adquirir um.

'As encomendas feitas hoje deverão ser expedidas a 04 de Setembro ou antes', pode ler-se na página da Internet Amazon.com.

O aviso é válido para as duas versões do Kindle clássico - o modelo mais barato, ligado às redes de Internet sem fios wifi, por 139 dólares (105 euros), e a versão ligada às redes telefónicas 3G e wi-fi, por 189 dólares (143 euros) -- e para ambas as cores do aparelho (branco ou cinzento).

A última vez que o Kindle esteve em ruptura de stock foi na semana passada, imediatamente antes da apresentação das novas versões do leitor electrónico, mais sofisticadas do que a geração anterior.

A versão maior do Kindle, a DX, da qual foi lançada uma atualização no início deste mês, está ainda disponível por 379 dólares (286 euros).

A Amazon nunca divulgou números das vendas do Kindle, tendo-se limitado a classificá-lo como o objecto mais vendido no seu site desde há dois anos.

O gigante da distribuição na Internet indicou antes do lançamento das novas versões que o crescimento das vendas do aparelho triplicou desde que o preço foi reduzido, de 259 para 189 dólares (de 195 para 143 euros), em Junho.

O Kindle, cuja primeira geração surgiu em 2007, enfrenta uma concorrência crescente, nomeadamente dos leitores de livros electrónicos da japonesa Sony e da editora Barnes & Noble, bem como do leitor multimédia da Apple, o iPad, que combina as funções de um aparelho de leitura e de um mini-computador.

A Apple também tem tido dificuldades em responder à procura do iPad, cujos prazos de entrega são de cerca de duas semanas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG