Novo chip é capaz de aprender como o cérebro humano

Fazer com que os computadores se comportem como humanos é uma realidade cada vez mais próxima.

A IBM, uma das mais antigas empresas de informática norte-americanas, criou um chip que permite imitar a habilidade do cérebro humano para compreender ambientes envolventes, agir sobre acontecimentos e ter noção de dados complexos.

Segundo a 'CNN', em vez requerer o tipo de programação de que os computadores precisaram durante o século passado, o chip, ainda que experimental, vai permitir uma a uma nova geração de computadores, chamada "computadores cognitivos", aprender através da experiência e pelas suas próprias teorias sobre o significado dessas experiências.

O chip é considerado um progresso num projecto chamado 'SyNAPSE'. Os dois protótipos do chip são um passo para levar os computadores 'à razão', em vez de reagirem apenas com base em dados pré programados, explica a IBM.

"Imagem que os semáforos integrem vistas, sons e cheiros e alertem para cruzamentos perigosos antes que o desastre aconteça", disse Dharmendra Modha, o líder do projecto de investigação da IBM. "Ou então imaginem processadores cognitivos, que transformem servidores, computadores portáteis, tablets e telemóveis em máquinas que possam interagir melhor com os ambientes que os rodeiam".

A potência de processamento destes chips não é inferior à do ao super-computador da IBM que bateu dois campeões humanos no famoso programa de perguntas da CBS 'Jeopardy!'

Os investigadores exploram ainda outros cenários: um sistema de computador que posa controlar as reservas de água mundiais, medindo parâmetros como a temperatura, pressão, peso da onda e acústica, para depois poder alertar quando acontecimentos como um tsunami são possíveis. Ou ainda um sensor que permita ao dono de uma mercearia ler vistas, cheiros e temperaturas e dar o alerta de que a produção pode estar afectada.

"Os computadores que temos hoje são mais como calculadoras", referiu Modha ao blog tecnológico 'VentureBeat'. "Queremos fazer qualquer coisa como o cérebro. É uma quebra brusca para com o passado".

Utilizando os chips, os investigadores da IBM construíram uma 'parede cérebro' num laboratório em San Jose, na Califórnia. O objectivo, ainda que a longo prazo é a obtenção de um chip com um centímetro quadrado, que seja equivalente a um milhão de neurónios e a 10 mil milhões de sinapses.

Modha e outros investigadores dizem que ao usar técnicas de programação actuais, qualquer computador que se possa aproximar à tentativa do projecto SyNAPSE teria de ser maior e iria consumir mais energia.

Na próxima fase do projecto, a IBM formou equipas de várias universidades, que irão apoiar a pesquisa. A DARPA, o ramo de pesquisa do exército norte-americano doou ao projecto 14.600 milhões de euros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG