Tecido da córnea restaurado tem grande potencial

Cientistas dos Estados Unidos desenvolveram processo de transplante de células estaminais adultas humanas que permitem regenerar o tecido da córnea

A experiência foi feita em ratinhos, mas o tecido da córnea - o pequeno disco transparente por detrás do globo ocular sem o qual não poderíamos ver - era de origem humana, e o resultado mostra-se promissor. Transplantando células estaminais adultas humanas para os olhos dos animais, um grupo de investigadores dos Estados Unidos, do Massachusetts Eye and Ear Research Institute, e de três hospitais de Boston conseguiu que elas dessem origem a tecido novo e funcional, regenerando a córnea nos ratinhos.

Esta foi a primeira vez que se conseguiu produzir tecido córneo novo num modelo animal, a partir de células estaminais humanas adultas, afirmam os autores do trabalho.

Leia mais pormenores no-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG