Novo método para procurar evolução dos genes

Descoberta deverá ajudar a compreender melhor o passado genético da humanidade.

Investigadores americanos (MIT e Harvard) desenvolveram um método de identificar, com maior precisão, zonas do ADN humano que dão vantagens evolutivas aos seus portadores, como por exemplo resistência à digestão de leite ou a certas infecções. A descoberta deverá ajudar a compreender melhor o passado genético da humanidade.
Segundo os autores desta nova técnica, será mais fácil identificar os genes individuais e as alterações específicas na base de importantes mudanças evolutivas. Segundo Sharon Grossman, da Universidade de Harvard, “no genoma humano, a selecção natural positiva deixa rastos de sinais bem distintivos”. Até agora, os investigadores procuravam estes sinais em grandes sequências de bases (ou “letras genéticas”), tornando mais difícil a identificação das alterações.
Seguindo um método que equivale a olhar para um texto com um lupa, os investigadores estudaram 180 regiões do genoma que se pensa terem sofrido alterações evolutivas recentes. Foi então possível descobrir zonas específicas onde a evolução esteve a actuar.
Entre os exemplos adiantados, uma variação que se encontra em populações asiáticas, ligada a percepções sensoriais, ou outras ligadas ao sistema imunitário ou à pigmentação da pele.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG