Gripe A: primeiros testes de vacina britânica

Os primeiros testes em humanos de uma vacina britânica contra o vírus da gripe A (H1N1) já estão a decorrer e a divulgação dos resultados está prevista para Setembro, disse hoje fonte da Universidade de Leicester.

Os testes envolvem 175 voluntários, com idades entre 18 e 50 anos, recrutados na última semana de Julho, aos quais foram recolhidas amostras de sangue para verificar o grau de imunidade conferido.

Os cientistas esperam que a vacina esteja disponível no Outono, devendo os resultados ser conhecidos no princípio de Setembro, antes das primeiras remessas serem entregues no Ministério da Saúde.

A investigação está a ser coordenada por Ian Stephenson, do Departamento de Infecção, Imunidade e Inflamação da Universidade de Leicester, segundo o qual deverão ser necessárias duas doses para garantir a imunidade.

"O objectivo é descobrir quantas doses e que tipo de vacina são necessários para dar protecção", explica. "Isso ajudará a planear a campanha de vacinação em todo o país", garante.

No seu entendimento, "é quase certo que sejam necessárias duas doses da vacina", a inocular em princípio com uma a três semanas de intervalo.

"Os testes indicarão qual deverá ser o intervalo exacto entre as duas doses", frisa.

Num estudo recentemente publicado na revista PNAS (Proceedings of the National Academy of Sciences of the USA), Stephenson defendu pela primeira vez a produção de uma vacina pré-pandémica para mitigar os piores efeitos da gripe.

Segundo a Agência de Protecção da Saúde do Reino Unido, a gripe A (H1N1) causou até agora 36 mortes no país.

CM

Lusa/fim ue

Mais Notícias

Outras Notícias GMG