Primeiro assento de retrete feito em madeira descoberto

Arqueólogos britânicos anunciaram hoje a descoberta num antigo acampamento militar romano em Northumberland, no Norte de Inglaterra, do primeiro assento de uma retrete feito em madeira conhedido, que foi preservado por quase dois mil anos.

"É maravilho encontrar algo que nunca tinha sido visto até agora, é uma descoberta assombrosa", disse à cadeia britânica BBC Andrew Birley, diretor das escavações no forte militar de Vindolanda, junto à Muralha de Adriano, a fronteira mais setentrional do império romano.

A equipa de arqueólogos que trabalha na zona tinha encontrado, até ao momento, moedas de ouro e prata, artefactos militares e objetos do quotidiano como cartas de soldados, sapatos e botas para crianças.

A descoberta do assento de madeira da retrete foi feita por Birley, estando esta presercada na lama de uma antiga trincheira sob a qual se amontoam escombros de quase dois milénios de idade.

"Já sabíamos muito sobre as retretes romanas graças a escavações anteriores, tanto nesta zona como no resto do império antigo. Foram encontradas latrinas romanas fabulosas, mas nunca antes tínhamos tido o prazer de ver um assento de madeira em perfeito estado de conservação", adiantou o arqueólogo.

Existem diversos exemplos de retretes romanas fabricadas em pedra e mármore, mas os especialistas acreditam que esta e a primeira descoberta em madeira.

"É uma peça muito bem trabalhada. Assim que começámos a desenterrá-la não tivémos dúvidas sobre o que tínhamos encontrado", salientou Birley, cuja equipa está agora a tentar encontrar o resto da retrete original à qual pertencia o assento.

A peça passou para as mãos de uma equipa de curadores que a estão a restaurar para que possa ser exibida num museu ainda a ser escolhido.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG