PT liga Lisboa ao Porto com fibra óptica de alta velocidade

A Portugal Telecom acabou de ligar, pela primeira vez em Portugal, Lisboa ao Porto com fibra óptica à velocidade de 100 Gigabits por segundo (Gbps), a maior velocidade de transmissão possível actualmente, anunciou hoje a empresa.

A ligação foi realizada em parceria com a Alcatel-Lucent e "multiplica por dez a capacidade e velocidade da rede de telecomunicações da PT" baseada em redes ópticas e IP. "A demonstração provou que estas velocidades são já possíveis sobre as redes existentes de fibra óptica que processam tráfego real, como é o caso da rede de telecomunicações fixas da PT", escreve a empresa no documento. A PT frisa ainda que este reforço de capacidade de rede permitirá aumentar a largura de banda oferecida aos clientes e as capacidades de rede que permitam novos 'cloud services' através da rede triple play (televisão, voz e Internet). Além disso, possibilitará dar resposta "à crescente procura de largura de banda para transporte de sinais de vídeo e multimédia com uma qualidade ímpar na experiência para o utilizador", nos três tipos de ecrã: TV, PC e terminais móveis.

"A par das tendências da indústria, esperamos que o vídeo venha a constituir mais de metade do tráfego dos nossos clientes. Este tipo de procura necessita de maiores larguras de banda e tecnologia que comporte maior capacidade" sublinha o administrador para a área das tecnologias da PT, Alfredo Baptista. De acordo com o presidente da Alcatel-Lucent em Portugal, António Beato Teixeira, "a evolução das redes dos operadores para 100Gbps será uma grande tendência e área de negócio durante os próximos anos e estas velocidades serão os 'standards' de velocidades das futuras redes IP e Ópticas".

A PT anunciou recentemente que pretende ter mais 600 mil novas casas passadas no final de 2011, a juntar aos actuais um milhão de lares já cobertos. Com as 600 mil novas casas, a PT passará então a alcançar 1,6 milhões de casas com fibra reforçando a penetração de casas com fibra para cerca de 50 por cento do total. De acordo com a operadora, as 600 mil novas casas passadas com fibra representarão a utilização de cerca de 300 mil quilómetros de fibra, equivalente a 7,5 voltas ao mundo, e deverão envolver cerca de 1.500 pessoas entre colaboradores PT e fornecedores externos.


Mais Notícias

Outras Notícias GMG