Prepare o telescópio: nos próximos 200 anos nenhum asteroide passará tão perto da Terra

Acompanhe em direto com imagens do Virtual Telescope Project, a partir das 19.30.

O asteroide 2004 BL86 vai passar tão perto da Terra que será possível acompanhá-lo com simples telescópios ou com uns bons binóculos. Tem 500 metros de diâmetro e passará a cerca de 1,2 milhões de quilómetros do planeta. A 16 de janeiro, esta segunda-feira, estará tão próximo, que será uma oportunidade única para o estudar, segundo um cientista da NASA.

"Apesar de não ser uma ameaça para a Terra num futuro próximo, é uma aproximação relativamente próxima por um asteroide relativamente grande, por isso, é uma oportunidade única para observar e aprender mais", salientou Don Yeomans, da NASA. Acrescentou que não haverá nenhuma aproximação idêntica durante pelo menos 200 anos.

Foi criada uma animação para que se possa perceber a proximidade do asteroide.

Descoberto a 30 de janeiro de 2004 por um telescópio situado no Novo México (EUA), pouco se sabe sobre o 2004 BL86. "Quando tivemos a informação do radar no dia seguinte à passagem, teremos as primeiras imagens detalhadas. De momento, pouco sabemos sobre o asteroide, por isso deveremos ter surpresas", realçou o astrónomo Lance Benner, citado pela NASA.

(Notícia atualizada às 17.00 de 26 de janeiro)

Mais Notícias