Podem existir planetas no centro da galáxia

Uma equipa internacional de astrónomos encontrou indícios de que existem planetas no centro da nossa galáxia perto do seu buraco negro central. A descoberta, que até agora era considerada impossível foi publicada esta semana no jornal online 'Nature Communications'.

Pensava-se até agora que a galáxia incapacitava a formação de novos planetas devido ao elevado número de estrelas que muitas vezes explodem em supernovas e enchem a região de ondas de impacto violente e marés de radiação. Por outro lado, a força gravitacional do buraco negro retorce e deforma o espaço em seu redor.

A equipa de astrónomos do Harvard Smithsonian Center for Astrophysics demonstrou o contrário. Foi descoberta uma nuvem de hidrogénio e hélio junto ao centro da galáxia prestes a ser engolido pelo buraco negro. Segundo os astrónomos, a nuvem será feita de restos de um disco protoplanetário que terá estado na órbita de uma estrela ainda por descobrir.

A nuvem foi descoberta no ano passado por um grupo de astrónomos do Gran Telescopio de Chile. Especulou-se sobre se a nuvem seria formada por gás originário da colisão de duas estrelas. Ruth Murray-Clay e Avi Loeb, co autores do artigo científico, não concordam.

As estrelas recém-nascidas mantêm à sua volta, e durante milhões de anos, um halo de gás e poeira, restos da sua formação, de onde nascem os planetas do seu sistema. No caso de uma estrela junto a um buraco negro, esse halo pode ser destruído em poucos anos.

Apesar do disco protoplanetário estar em linha de destruição, existem outras estrelas que, por enquanto, mantêm os seus próprios discos. Muitos deles podem vir a tornar-se planetas, apesar das condições adversas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG