Exclusivo É possível reparar os danos nas células? Sim, e isso vai prolongar os anos de vida

Diretor de Ciência da SENS Research Foundation publicou o livro Ending Aging e defende que é provável que se possa viver até aos 1000 anos num futuro próximo.

Nas suas conferências e comunicações defende que o envelhecimento pode ser controlado através de uma manutenção preventiva. Pode explicar melhor a sua teoria?
Bem, espero ter feito isso na minha palestra "Building the Future" [que teve lugar no final de janeiro]. Essencialmente, digo que estamos muito perto de poder realizar uma "manutenção preventiva" abrangente no corpo humano, removendo os danos que se acumulam ao longo da vida como resultado do funcionamento normal do corpo, de forma que os danos não sejam tão grandes ao ponto de nos deixar doentes. Portanto, é tudo uma questão de reparação de danos.

É a esse processo que chama medicina regenerativa?
A medicina regenerativa é um subconjunto da reparação de danos. Principalmente, está focado na substituição de células que o corpo já não consegue substituir automaticamente quando morrem pela divisão de células próximas. Essa é uma grande parte da reparação de danos e será particularmente importante para abordar certos aspetos do envelhecimento, como a doença de Parkinson. Mas também existem muitos aspetos da reparação de danos que não são classificados como medicina regenerativa, como a remoção de resíduos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG