Crato em Pequim para fomentar parcerias científicas

O ministro português da Educação e Ciência, Nuno Crato, chegou hoje a Pequim para fomentar a cooperação com a China, numa visita que ficará marcada pela criação de um Centro de Inovação na área de materiais avançados.

Nuno Crato viaja com responsáveis de catorze instituições, entre as quais universidades, laboratórios e centros de investigação, na maior comitiva do género enviada por Portugal à China.

O programa oficial começa na segunda-feira de manhã, com um encontro com o ministro chinês da Ciência e Tecnologia, Wan Gang, com quem Nuno Crato assinou no verão passado em Lisboa um acordo para promover parcerias no domínio da inovação.

Além de Pequim, Nuno Crato visitará Hangzhou, onde ficará sedeado o referido Centro de Inovação, e a seguir Xangai, regressando no dia 02 de março a Portugal.

"Esta visita é o claro exemplo de que passámos da linguagem dos tratados para a aplicação prática", disse à agência Lusa o embaixador de Portugal na China, José Tadeu Soares.

Entre as instituições representadas na comitiva do ministro português figuram o Instituto Superior Técnico,

Universidade Nova de Lisboa, Centro de Ciências do Mar (Universidade do Algarve), Instituto de Engenharia Biomédica e Laboratório Ibérico de Nanotecnologia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG