Centro de Biotecnologia de Plantas nasce no Fundão

O parque agroindustrial de Soalheira, Fundão, vai receber o Centro de Biotecnologia de Plantas da Beira Interior, no âmbito de um protocolo hoje celebrado entre o Politécnico de Castelo Branco (IPCB) e a Universidade da Beira Interior (UBI).

O IPCB e a UBI assinaram hoje dois protocolos de cooperação que envolvem a Escola Superior Agrária de Castelo Branco e a Faculdade de Ciências da Saúde da UBI.

Os documentos assinados pelo presidente do IPCB, Carlos Maia, e pelo reitor da UBI, António Fidalgo, incluem as áreas da biologia da reprodução animal e da biotecnologia de plantas.

Carlos Maia referiu que no âmbito do protocolo da biotecnologia de plantas será criado um novo centro (Centro de Biotecnologia de Plantas da Beira Interior), "que engloba também a Câmara Municipal do Fundão".

"O centro vai ficar no parque agroindustrial de Soalheira (Fundão)", disse.

O presidente do IPCB explicou ainda que, neste momento, "estão a lançar-se concursos para adaptar alguns edifícios e para aquisição de equipamentos. Tudo isto foi submetido a uma candidatura e aguarda-se que seja aprovada".

"Hoje é um dia importante, em que consolidamos a nossa posição, e estas parcerias ajudam-nos também a concretizar a missão do IPCB", disse.

O reitor da UBI congratulou-se com a assinatura dos dois protocolos, realçou a importância da colaboração entre as instituições de ensino superior e disse que "hoje em dia as instituições dependem muito das atividades de investigação".

"Com estes protocolos estamos a cimentar parcerias estratégicas que darão resultado a breve, médio e longo prazo. É destes pequenos passos que se faz a história das instituições", disse o reitor da UBI.

"Tanto a UBI como o IPCB têm dezenas de anos de atividade a promover a região. Penso que as instituições ainda têm muito mais para dar à região se o fizerem em parceria", referiu António Fidalgo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG