Gases do efeito de estufa batem novo recorde

Os principais gases de efeito estufa, responsáveis pelo aquecimento do planeta, registaram novos níveis máximos em 2011, declarou hoje a Organização Meteorológica Mundial (OMM).

O Boletim anual sobre Gases de Efeito Estufa foi lançado hoje e apresenta um novo recorde de concentração de gases de efeito de estufa no ano de 2011. Os dados revelam que "na escala do planeta as frações de dióxido de carbono (CO2), de metano (CH4) e de óxido nitroso (N20) alcançaram novos máximos", escreveu a OMM, citada pela AFP.

Ainda segundo o relatório, houve um "aumento de 30% no forçamento radiativo - o efeito do aquecimento sobre o clima - devido ao dióxido de carbono e a outros captadores de calor de longa duração". E a concentração de dióxido de carbono, (CO2) aumentou no ano passado 2,0 ppm (partes por milhão), depois de subir 2,3 ppm em 2010.

O CO2 é responsável por 85% do aquecimento global registado nos últimos 10 anos. A OMM estima que tenham sido libertadas 375 toneladas de carbono para a atmosfera desde 1750 e que metade do valor ainda esteja presente na camada gasosa, revelou a BBC.

Michel Jarraud, secretário-geral da OMM afirmou que as toneladas de dióxido de carbono adicional permanecerão na "atmosfera durante séculos", contribuindo para um "maior aquecimento" e tendo impacto "em todos os aspetos da vida na Terra".

O secretário-geral acrescentou ainda que se tem observado que os "oceanos se estão a tornar mais ácidos como resultado da absorção de dióxido de carbono, o que pode repercutir na cadeia alimentar submarina e nos recifes de coral".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG