José Saramago homenageado em São Paulo

O escritor português José Saramago, falecido em Junho, será um dos homenageados da da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, o maior evento do setor no Brasil, que começa dia 12, anunciaram os organizadores.

O evento, que decorrerá até 22 de agosto, terá um espaço especialmente dedicado à lusofonia, com uma série de debates sobre a difusão e o ensino da língua portuguesa no mundo.

A Bienal do Livro reunirá 220 convidados, 350 expositores com 2,2 milhões de exemplares de 220 000 títulos, o que representará a mais extensa, diversificada e representativa edição da história do evento.

Pelos 60 000 metros quadrados da Bienal, área equivalente a 10 campos de futebol, deverão passar cerca de 700 000 visitantes, segundo projeções dos organizadores.

Um dos pontos altos será o debate 'Tributo a José Saramago', no dia 18, data em se cumprem dois meses sobre a sua morte, com a presença dos portugueses João Marques Lopes e Miguel Gonçalves Mendes, respetivamente, biógrafo de Saramago e realizador do documentário (ainda inédito) 'José e Pilar'.

O realizador acompanhou durante três anos a vida de José Saramago e da sua mulher, Pilar Del Rio, reunindo depoimentos do escritor português.

A ideia é celebrar a vida e obra do único prémio Nobel de literatura em língua portuguesa, salientaram os organizadores num comunicado.

No dia 19, os escritores brasileiros e o angolano Ondjaki vão discutir a adoção do acordo ortográfico pelos países lusófonos, no debate 'Uma mesma língua: Acordo ou Desacordo?'.

No dia 21, outro encontro internacional, em que o angolano José Eduardo Agualusa e o moçambicano Mia Couto debatem histórias da língua que une África, Brasil e Portugal, no tema 'Lusotropicalismo'.

Ao longo do evento, o Espaço da Lusofonia promoverá actividades gratuitas para divulgação e propagação do ensino do português, com a participação de falantes do idioma em várias partes do mundo.

Dentro da programação que aborda a Lusofonia, a Federação dos Jornalistas de Língua Portuguesa (FJLP) promoverá a Conferência de Jornalistas de Língua Portuguesa, entre os dias 15 a 17 de agosto.

Entre os temas em debate estarão 'O jornalismo de língua portuguesa nos veículos públicos e privados nos países lusófonos' e 'A cobertura jornalística nos - e sobre - os países de língua portuguesa'.

Paralelamente, será realizada a exposição fotográfica 'Portugal Tri-Legal', da jornalista brasileira Mônica Delicato, num resgate da cultura portuguesa, seu folclore, festas populares e artes cénicas.

Outra atividade paralela será o debate 'Mesa com Eça de Queiroz', no dia 14, com a participação do chef português Vítor Sobral.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG