João Mota convidado para dirigir Teatro D. Maria II

O encenador João Mota afirmou hoje à agência Lusa que foi convidado pelo secretário de Estado da Cultura para assumir a direcção artística do Teatro Nacional D. Maria II (TNDM).

João Mota confirmou assim a notícia avançada hoje pelo Público online, sublinhando que irá reunir-se às 12:00 de sexta-feira com o secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas.

"A reunião pode não ser decisiva, é preciso avaliar bem a situação do teatro, o financiamento e o projecto para aquele espaço", frisou.

Contactada pela Lusa a propósito deste convite, fonte oficial da Secretaria de Estado da Cultura disse: "Não comentamos convites, assumimos nomeações", reforçando que só na próxima semana será anunciado o nome do novo director do TNDM II, que substituirá Diogo Infante no cargo.

João Mota, fundador e encenador de A Comuna, sublinhou ainda à Lusa ter já dado conhecimento do convite a Diogo Infante uma vez que tem uma ligação de "grande afectividade" com o actor.

"Estivemos três anos juntos na Escola Superior de Teatro e Cinema, fizemos o 'Hamlet' no Maria Matos e somos amigos, além de que concordo plenamente com o trabalho de grande qualidade que Diogo Infante fez no Nacional", sublinhou João Mota.

O encenador estreou-se no TNDM II há 54 anos, tinha então 15 anos, e nessa sala encenou "As troianas", "A casa da lenha", "O camareiro", entre outros. Em Setembro de 2012 ia estrear naquela sala a peça "Cyrano de Bergerac".

Diogo Infante, que estava na direcção artística do TNDM II desde 2008, foi afastado do cargo na quarta-feira pelo secretário de Estado da Cultura, depois de ter anunciado a suspensão da programação para 2012 por falta de condições financeiras.

O secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, comunicou que "em caso algum permitirá o encerramento de qualquer teatro nacional ou a suspensão integral da programação do Teatro Nacional Dona Maria II, tal como foi sugerido pelo seu director artístico".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG