Spotify: Estreia em Wall Street foi música para os ouvidos de acionistas

Bolsa Spotify entrou em bolsa avaliada em cerca de 30 mil milhões de dólares. Subida das ações perdeu força no final da sessão

Era uma das entradas em bolsa mais aguardadas pelos investidores. E o entusiasmo com a plataforma de música levou a uma valorização expressiva das ações da empresa. Os títulos começaram a negociar com uma subida de 25% face ao preço de referência da ida para o mercado (132 dólares). Estiveram a valorizar quase 30% e, à hora de fecho desta edição, ganhavam quase 15% para 151 dólares.

A Spotify escolheu uma forma pouco usual de entrar nos mercados financeiros: fez uma entrada direta em que não vendeu ações a investidores. Geralmente, as empresas fazem uma oferta pública em que vendem ações a investidores, o que é uma forma de se financiarem.

Apesar da forma pouco ortodoxa como a Spotify foi para o mercado, a operação deu frutos. Poderá abrir a porta a outras empresas tecnológicas para fazerem o mesmo. E permitiu engrossar o valor das participações dos acionistas que apostaram na empresa nos últimos anos em rondas de entrada no capital, casos da Sony Music Entertainment International, da TCV e da Investor Global Tiger, por exemplo.

Também os fundadores e gestores da empresa foram premiados com uma espécie de jackpot. O mer- cado chegou a avaliar na sessão de estreia a Spotify em cerca de 30 mil milhões de dólares, o que significa que, a esses preços, as ações detidas pelo presidente executivo Daniel Ek valem cerca de 2,4 mil milhões de dólares e a participação do cofundador Martin Lorentzon está avaliada em 3,4 mil milhões.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG