S. João no Porto vai ter fogo-de-artifício, roda gigante, balões e José Cid

José Cid vai tocar no palco da Avenida dos Aliados depois do fogo-de-artifício sobre o Douro.

A noite de S. João do Porto culmina com fogo-de-artifício na terça-feira à meia-noite, mas antes há bailes, roda gigante na Boavista, música de José Cid nos Aliados, largada de balões nas Fontainhas e muitos martelos e manjericos.

O fogo-de-artifício no rio Douro e na ponte Luiz I, numa produção conjunta entre as Câmaras do Porto e de Vila Nova de Gaia, está marcado para as 24.00 de terça-feira, dia 23, e promete cerca de um quarto de hora de espetáculo de luz e som e cujo investimento rondou os 50 mil euros.

A Alameda das Fontainhas é este ano o epicentro do S. João no Porto, local para onde está marcada a abertura oficial das festas e onde pelas 23.00 decorre o "São Baloeiro", uma largada de mais de 120 balões de S. João, que assinala o fim do projeto que durante uma semana ensinou a fazer balões de fogo, e um concerto gratuito de Carlão, ex-líder dos Da Weasel.

Os bailes e arraias populares e espontâneos também podem ser apreciados um pouco por todo a cidade portuense.

Depois do fogo-de-artifício, a música de José Cid vai estar a soar na Avenida dos Aliados, onde o artista vai subir ao palco a partir da 1.00 de 24 de junho. O palco que José Cid vai pisar naquela que é considerada a mais longa do ano, já passaram recentemente os D.A.M.A, Rui Veloso e os Deolinda.

Hoje dia 22 vai atuar de António Zambujo, a partir das 22.00.

O programa de festas de S. João está disperso por várias zonas da cidade, entre as quais as Fontainhas, Praça Velasquez, Foz do Douro, Cordoaria e Praça Mouzinho de Albuquerque, mais conhecida pela rotunda da Boavista.

Um dos chamarizes deste ano nas festas são-joaninas é precisamente a roda gigante instalada na rotunda da Boavista, que tem cerca de 50 metros de altura, 40 cabines e capacidade para cerca de 160 pessoas ao mesmo tempo.

O equipamento, ladeada por carrinhos de choque, carrosséis e casas com farturas, vai ficar no centro do Porto até ao dia 28 deste mês, informou Rui Moreira, que no dia da abertura oficial -- 06 de junho -- recebeu da Associação Portuguesa de Empresas de Diversão (APED) o "prémio de excelência e reconhecimento", um galardão que nunca tinha sido entregue a nenhum responsável autárquico ou governamental por aquela associação.

As celebrações do São João Batista, o santo padroeiro da cidade do Porto, chegam também ao Mercado do Bom Sucesso, onde a partir das 18:00 há o DJ Nando Catz, sardinhas, fêveras e pimentos na brasa, e à Casa do Infante, que na terça-feira, a partir das 14:30, e por três euros, organiza um circuito são-joanino evocando as representações de S. João em obras de arte existentes em espaços públicos do Porto, igrejas e edifícios.

Por toda a cidade do Porto estão programados bailes e arraiais populares, onde o cheiro a sardinha assada e as marteladas carinhosas dos festeiros vão ser uma constante, mas há também concertos gratuitos na Casa da Música da Banda Sinfónica Portuguesa (22.00) e de PZ (23.00) e programas mais exclusivos e sossegados em vários hotéis da cidade.

A Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) vai ter uma operação especial para a noite de S. João, com prolongamento de serviços e reforço durante toda a noite, em diversas linhas, estando no total a funcionar 35 linhas durante o período noturno e 21 linhas durante a madrugada, cobrindo os principais eixos da rede no Porto e concelhos limítrofes.

O Metro do Porto vai funcionar ininterruptamente durante a noite de S. João.

Os festejos do S. João do Porto começaram a celebrar-se este ano a 23 de maio e prolongam-se até 4 de julho com cerca de 200 iniciativas, mais centradas na zona das Fontainhas e orçadas em 300 mil euros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG