PS lembra um dos artistas "mais queridos dos portugueses"

Socialistas referem-se a Nicolau Breyner como "um grande ator" na comédia e em papéis dramáticos

O PS lembrou hoje Nicolau Breyner como um "grande ator" e um dos artistas "mais queridos dos portugueses", considerando que a sua morte é um "momento de perda e de tristeza para todos".

"O Partido Socialista manifesta a sua profunda consternação pela inesperada notícia da morte de Nicolau Breyner, indiscutivelmente um dos artistas mais queridos dos portugueses", lê-se numa nota do PS enviada à comunicação social.

Recordando a parceria com Herman José no "senhor feliz e senhor contente", os socialistas referem-se a Nicolau Breyner como "um grande ator" na comédia e em papéis dramáticos.

Além da sua carreira de décadas, acrescenta o PS na nota, não se pode também ignorar "o papel absolutamente fundamental e precursor desempenhado por Nicolau Breyner na criação de uma indústria portuguesa de audiovisuais".

"Foi ele o 'pai' da telenovela portuguesa e, mais tarde, esteve na génese da produção de ficção portuguesa. Como ator, realizador e produtor", lê-se na nota do PS.

Nicolau Breyner, refere ainda o PS, era também um "homem de paixões", que se bateu pelas suas ideias nos mais variados domínios.

"Embora não sendo reconhecidamente da área política do Partido Socialista, não se eximiu de apoiar António Costa nas candidaturas à Câmara Municipal de Lisboa, fazendo mesmo parte das suas comissões de honra", referem os socialistas, apresentando, "neste momento de perda e de tristeza para todos", as "mais sentidas condolências à família e aos amigos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG