Obras de Miró saem dos cofres da CGD para exposições no Porto e em Lisboa

Ministério da Cultura quer expor as obras que pertenciam ao BPN em várias cidades do país.

O Banco Português de Negócios (BPN) detinha a maior coleção privada mundial do artista Joan Miró. Com a nacionalização da instituição, o património passou para a alçada dos veículos estatais criados para gerir os ativos tóxicos da instituição de Oliveira Costa.

As 85 obras de Joan Miró estão guardadas num cofre da CGD e estiveram até agora longe da vista do público, mas deverão ser expostas ainda este ano.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG