O que o artista unido sente

"Ainda não acabámos como se fosse uma carta", Jorge Silva Melo

Uma carta aberta aos jovens que querem ser atores. A escrita, com voz, é de Jorge Silva Melo e funciona não como um autorretrato filmado mas como um autogolo, como ele já veio a público confessar. Um autogolo com toda a sabedoria do mundo deste artista. Ora desiludido, ora esperançoso. Um Silva Melo que nos afaga a alma com a nostalgia quando mostra para a câmara fotos dos artistas dos Artistas Unidos há muitos anos atrás - "Ai, a Silvie Rocha... Ai o Ivo Canelas...".

Classificação: ****

Mais Notícias

Outras Notícias GMG