Novo filme de Emma Watson rendeu 56 euros em bilheteiras

O filme foi exibido apenas em três salas e a sua distribuição será feita em serviços de "streaming"

É o primeiro papel principal de Emma Watson depois da saga Harry Potter. Colonia (2015) é um thriller que ocorre durante a era do general Pinochet, no Chile.

No fim de semana da estreia, o filme gerou apenas 47 libras (cerca de 56 euros) de bilheteira no seu fim de semana de estreia no Reino Unido, onde apenas foi exibido em três salas, uma vez que o plano distribuição do filme assenta sobretudo em home streaming, noticia o jornal britânico Guardian.

Disponível desde sexta-feira em video on demand, o filme, que estreou em setembro de 2015 no Festival de Cinema de Toronto, chegou àquelas três salas de cinema - uma estreia simbólica - no mesmo dia.

Realizado por Florian Gallenberger, Colonia mostra a atriz de 26 anos no papel de uma mulher que tenta resgatar o seu namorado - papel interpretado por Daniel Brühl -, que está preso na Colonia Dignidad, liderada por Paul Schäfer, ex-suboficial nazi, onde atuava a polícia secreta do regime de Pinochet, a Dirección de Inteligencia Nacional (DINA), e foram reportados casos de torutra, escravatura e abusos sexuais.

No fim de semana da estreia, o filme gerou apenas 47 libras (cerca de 56 euros) de bilheteira no seu fim de semana de estreia no Reino Unido, onde apenas foi exibido em três salas, uma vez que o plano distribuição do filme assenta em serviços de streaming, noticia o jornal britânico Guardian.

Disponível desde sexta-feira para ver a partir de casa em video on demand, Colonia, que estreou em setembro de 2015 no Festival de Cinema de Toronto, chegou àquelas três salas de cinema - uma estreia simbólica - no mesmo dia.

O mesmo aconteceu em junho, com o filme Misconduct, que junta Al Pacino e Anthony Hopkins, dirigidos por Shintaro Shimosawa, e não chegou a render cem libras nos cinemas britânicos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG