O recital mais esperado de Pedro Burmester

É sem dúvida um dia histórico na Casa da Música: pela primeira vez desde que a instituição existe (2005), Pedro Burmester vai-se apresentar ali em recital.

É sem dúvida um dia histórico na Casa da Música: pela primeira vez desde que a instituição existe (2005), Pedro Burmester vai-se apresentar ali em recital. A partir das 18.00, o pianista desfiará um programa que consiste das seguintes obras: Partita n.º 6, em mi m, BWV830" de J. S. Bach (1685-1750); Musica Ricercata, de György Ligeti (1923-2006); Bénédiction de Dieu dans la solitude, de Franz Liszt (1811-1886) e as Variações sobre um tema popular português, de Fernando Lopes-Graça (1906-1994). Verdadeira alma pater da Casa da Música - foi ele que idealizou o projeto, em 1998 - Pedro Burmester desempenharia depois vários cargos na instituição, o último o de Diretor Artístico, até 2008, os quais tiveram, porém, por efeito, que o pianista pusesse entre parênteses a sua carreira de pianista. Entre parênteses foi igualmente colocado o Porto enquanto local de apresentações suas.

Leia mais na edição e-paper do DN:

Mais Notícias

Outras Notícias GMG