Morreu Janey Cutler, a 'avó' que encantou os ingleses

Mãe de 7, avó de 13 e bisavó de 6, Janey Cutler, de Lanarkshire, encantou os jurados do sucesso inglês 'Britain's Got Talent' quando, aos 80 anos, foi a uma audição para o programa, no qual acabaria por chegar à final. A cantora foi encontrada morta em sua casa.

Veja o vídeo da primeira audição da artista, para o programa 'Britain's Got Talent':

Janey Cutler foi encontrada morta em sua casa, dois anos depois de ter participado num programa de talentos . Em declarações ao 'Daily Record', o seu filho Drew disse: "A mãe era a luz das nossas vidas. Estamos todos devastados, porque era uma coisa de que não estávamos à espera. Era era sempre muito alegre e saudável, raramente ficava doente", conta.

A mulher de 80 anos espantou os jurados do programa, incluindo o temido Simon Cowell, quando foi a uma audição e cantou o êxito de Edith Piaf "Non, Je Ne Regrette Rien". A performance teve mais de 700 mil visualizações no Youtube, depois de um dos jurados, Piers Morgan, a ter descrito como "surpreendente" e "arrepiante".

Os fãs do programa chamavam-lhe a 'próxima Susan Boyle' e o próprio Simon Cowell chegou a dizer que ela era "uma grande mulher e cantora". Janey chegou até à final da edição de 2010 do programa, tendo apenas perdido para os vencedores, o grupo de dança 'Spelbound'. Nem nesse momento o sorriso abandonou a 'avó', que deu os parabéns ao grupo e afirmou que "eles mereciam ganhar". Contudo, no final do programa, a cantora foi convidada a gravar um álbum e fez uma tour com os restantes concorrentes da edição de 2010.

Mensagens de apoio por parte de fãs estão já a inundar as redes sociais. A produção do programa reagiu à morte da cantora, mostrando-se "muito triste" com o acontecimento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG