Entrega de candidatura a património da humanidade adiada

A candidatura do Cante Alentejano a Património Imaterial da Humanidade será entregue à UNESCO, em Paris, em 2013, e não este ano, disse à Lusa o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), Miguel Guedes.

"Portugal entregará em 2013 a candidatura do Cante Alentejano a Património Imaterial da Humanidade", disse Miguel Guedes que acrescentou: "Este é um compromisso firme do MNE".

Os apoiantes da candidatura contavam apresentar hoje, em Paris, o dossiê que consideraram, na quarta-feira, "estar em condições de análise por parte dos peritos" da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Miguel Guedes afirmou à Lusa que "a Comissão Nacional da UNESCO tem como política preparar, apoiar e densificar candidaturas que reúnam condições de sucesso", nesse sentido, para o MNE é importante que "o Cante seja aprovado e que não seja apenas candidato".

"De acordo com os critérios considerados relevantes pela UNESCO será necessário acautelar que aspetos institucionais, culturais e de divulgação associados à candidatura estejam plenamente garantidos", disse à Lusa Miguel Guedes.

Neste sentido, o porta-voz do MNE afirmou que "a Comissão Nacional da UNESCO e rede diplomática vão trabalhar ao longo dos próximos meses com a comissão de candidatura e o comité científico [do Cante] de forma a construírem uma candidatura vencedora".

"De acordo com os especialistas consultados pela Comissão Nacional da UNESCO, para que este processo tenha um sucesso equivalente à candidatura do fado, faltará ainda reforçar e aprofundar o trabalho meritório realizado e que deve ser melhorado em alguns aspetos para a avaliação internacional desta candidatura", disse Miguel Guedes.

A Lusa contactou a comissão executiva da candidatura do Cante Alentejano que remeteu para segunda-feira uma resposta a este adiamento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG