DIRETO: André Sousa Machado convida Rita Maria e Rão Kyao para concerto no Hot Clube

A edição do ciclo Histórias de Jazz em Portugal tem hoje um momento alto, para ver em direto a partir das 21:30.

Os músicos Luís Candeias, Mário Franco e Tomás Pimentel conversam esta noite com António Curvelo e Manuel Jorge Veloso, numa troca de impressões novamente com audição comentada de exemplos musicais, sobre a carreira e obra gravada de André Sousa Machado, que servirá de ponto de partida "para um diálogo aberto sobre os percursos pessoais dos três músicos, o momento presente do jazz e perspetivas futuras".

A este debate seguir-se-á o momento alto da noite: o concerto "carta-branca" de André Sousa Machado, para o qual o baterista convidou a cantora Rita Maria, o guitarrista Mário Delgado e o flautista Rão Kyao, para interpretarem um variado e surpreendente reportório, que vai do jazz de Thelonious Monk e Mongo Santamaria ao pop-rock dos Beatles ou Jeff Buckley, com passagem pelo cancioneiro popular alentejano.

Estas sessões de Histórias de Jazz centram-se no baterista portuense André Sousa Machado, 51 anos.

Concebido pelos críticos e divulgadores António Curvelo e Manuel Jorge Veloso, em parceria com o Hot Clube de Portugal (Lisboa) e o Centro Cultural Vila Flor (Guimarães), este ciclo tem como objetivo "celebrar e refletir o estado atual do jazz português" a partir dos próprios protagonistas, os músicos.

Ao longo do seu riquíssimo percurso, André Sousa Machado já acompanhou diversos músicos conhecidos do panorama jazzístico internacional, como Tete Montoliú, Steve Slagle, Phil Markowitz, Conrad Herwig, Andy Shepard, Karl Berger, Benny Golson, Akiko Pavolka ou Matt Pavolka, bem como alguns dos mais conceituados instrumentistas nacionais, destacando-se os nomes de António Pinho Vargas, Mário Laginha, Bernardo Sassetti, Carlos Barreto, Bernardo Moreira, Paula Oliveira, Marta Hugon, Pedro Moreira, André Fernandes ou Jorge Reis. Foi ainda baterista da Orquestra do Hot Clube de Portugal desde a sua formação até 2011.

No seu caso, o jazz serviu também de ponto de partida para uma carreira diversificada, com passagens por outros estilos musicais, como o pop-rock ou a música tradicional. Entre 1984 e 1992 integrou a banda do cantor/compositor Fausto, com quem trabalhou regularmente; e entre 2000 e 2003 fez parte da banda da cantora/compositora Mafalda Veiga. Colaborou, atuou e gravou também com artistas como Vitorino, Sérgio Godinho, Né Ladeiras, Roberto Leal, Rita Guerra, Anabela, Pedro Miguéis ou a Brigada Vítor Jara.

Atualmente, integra diversos grupos e projetos musicais, como o sexteto do guitarrista Nuno Costa, o quinteto do guitarrista Bruno Santos, a BigBand L.U.M.E., o coletivo de jazz e eletrónica Spill e é membro das bandas que acompanham a vocalista Marta Hugon e o flautista Rão Kyao. Em paralelo com a carreira musical é também um reconhecido professor de bateria, tendo lecionado em diversas escolas de música e é, desde 2008, docente na Escola Superior de Música de Lisboa.

Mais Notícias