Menos um. AC/DC perdem o baixista

Depois de Malcom Young, Phil Rudd e Brian Johnson, o baixista Cliff Williams anunciou que se vai reformar. "O meu instinto diz-me que é a coisa certa" disse ao jornal Gulfshore News

É o quarto membro do grupo que abandona a banda australiana nos últimos anos. Cliff Williams, que se juntou aos AC/DC em 1978, anunciou que deixará de fazer parte da banda logo depois do final da digressão Rock or Bust, que começou em Lisboa a 7 de maio.

"Vou afastar-me das digressões e das gravações", afirmou Williams ao Gulfshore News, um jornal americano, da Florida. "O meu instinto diz-me que é a coisa certa", acrescentou, referindo as recentes perdas que a formação dos AC/DC sofreu.

Em setembro de 2014, um dos fundadores da banda e irmão de Angus Young, o guitarrista Malcolm Young, deixava a banda após lhe ser diagnosticada demência. Depois foi o baterista Phil Rudd, que foi condenada a prisão domiciliária.

Seguiu-se o vocalista da banda, Brian Johnson, a quem em março os médicos avisaram que poderia perder completamente a audição caso não deixasse os palcos. É Axl Rose, dos Guns N' Roses, quem o substitui na digressão Rock or Bust, que os AC/DC já trouxeram à Europa e, entre 27 de agosto e 20 de setembro, levarão aos EUA.

Malcolm Young foi substituído pelo seu sobrinho Stevie Young e Chris Slade ocupou o lugar de Phil Rudd na bateria.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG