Marcelo: "Tive um grande desgosto"

Presidente da República era amigo de Nicolau Breyner "há décadas" e lembrou encontro com o ator há dois dias numa exposição

O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa reagiu esta tarde, no Palácio de Belém, à morte do ator Nicolau Breyner, começando por dizer que teve "um grande desgosto, não só por ser um grande artista [e ter] um grande coração", mas também por ser "um grande amigo".

Marcelo Rebelo de Sousa lembrou ainda a circunstância de no último sábado ("há dois dias") se ter encontrado com o ator na livraria Sá da Costa, em Lisboa, onde ambos foram ver uma exposição. O Presidente lembra que encontrou o ator "de saúde, muito feliz, muito amigo" e caloroso, como sempre. Daí o choque, pois "nada fazia prever" a morte de Nicolau Breyner.

O Presidente da República fez questão de "saudar uma carreira e uma vida culturalmente muito rica" e lembrou ainda que era amigo de Nicolau Breyner "há décadas", destacando que se cruzaram "nos anos 70, 80, 90 e neste século".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG