Prémio Casa da América Latina/Banif atribuído a Helder Moura Pereira

O Prémio de Literatura Casa da América Latina/Banif 2009 foi atribuído, por unanimidade, a Helder Moura Pereira, pela tradução do romance "O Inútil da Família", do chileno Jorge Edwards, anunciou hoje a institutição.

A Casa da América Latina, em Lisboa, quis que o galardão, no valor de 7.500 euros, distinguisse este ano a melhor tradução literária de escritores latino-americanos publicada em Portugal em 2007 e 2008.

De acordo com a instituição, "a deliberação do júri foi unânime" para o livro publicado em Portugal no ano passado pela Assírio & Alvim, "O Inútil da Família", do chileno Jorge Edwards, traduzido pelo poeta Helder Moura Pereira.

Na totalidade, apresentaram-se a concurso 14 obras, traduções de cinco autores argentinos, três cubanos, três mexicanos, um chileno, um colombiano e um peruano, que foram vertidas para português por 11 tradutores, e publicadas em Portugal por oito editoras.

No âmbito de uma parceria estabelecida com o Banif - Banco Internacional do Funchal, a Casa da América Latina distingue anualmente uma vertente da literatura latino-americana.

Após a distinção da melhor tradução, este ano, o Prémio de Literatura Casa da América Latina/Banif distinguirá em 2010 a melhor criação literária.

De acordo com uma nota de imprensa, esta associação de entidades visa "estimular a edição e leitura em Portugal de obras de autores latino-americanos, contribuindo para o reforço dos objectivos da Casa da América Latina em aproximar os portugueses da cultura latino-americana".

Este ano, o júri do galardão foi constituído por Vasco Graça Moura (presidente) por Annabela Rita e por Francisco Bélard, além de Mário Quartin Graça, em representação da Casa da América Latina.

Nascido em Setúbal, a 07 de Janeiro de 1949, Helder Moura Pereira foi assistente da Faculdade de Letras de Lisboa, no Departamento de Estudos Anglo-Americanos, e leitor de Literatura Portuguesa no King's College da Universidade de Londres.

Como poeta assinou, entre outros, "Lágrima" (2002), "A tua Cara não me é Estranha" (2004), e "Segredos do Reino Animal" (2007), distinguido com o prémio PEN Clube Português de Poesia.

Tem traduzido regularmente autores como Jorge Luís Borges, Ernest Hemingway, Sylvia Plath, Sade, Charles e Mary Lamb, Guy Debord e Jorge Edwards.

O prémio será entregue em sessão a realizar no dia 16 de Setembro, pelas 18h30, na Casa da América Latina.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG