Porto Editora é a nova "casa" de Saramago

As herdeiras do Prémio Nobel da Literatura escolheram a Porto Editora para substituir a Editorial Caminho que durante os últimos 35 anos publicou toda a obra de José Saramago.

O acordo entre as partes foi obtido ao final da manhã e acertado durante o almoço que se seguiu, após uma última ronda de negociações no início desta semana em torno de um contrato que pretende reforçar a visibilidade da vasta obra de José Saramago.

Segundo José Sucena, da Fundação José Saramago, esta escolha é a que garante "um trabalho que fará perdurar o nome a obra de José Saramago o máximo de tempo possível." Nos próximos dias, a Porto Editora deverá apresentar o modo como irá reiniciar a edição das obras do Nobel, já que vários dos contratos que ligavam as herdeiras à Editorial caminho terminaram.

A notícia do fim da relação com a Editorial Caminho surpreendeu há uma semana o meio literário e editorial, fazendo com que a maior parte das editoras apresentassem propostas para continuar a publicação do Nobel. O DN sabe que o processo de seleção apontou rapidamente para um trio de editoras, a Babel, Porto Editora e Relógio D'Água, sendo que foi a Porto Editora que apresentou as melhores condições para dar a visibilidade desejada à obra.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG