Jorge Palma vai ao São João da Música tocar num elétrico

Quinta edição do Nos em D'Bandada vai ser a maior de sempre, com 78 concertos de entrada livre em 21 palcos espalhados pela Baixa do Porto.

Quando Tó Trips começar a tocar no Café Ceuta, a meio da tarde, já Jorge Palma arrastará uma pequena multidão atrás de si pela zona dos Clérigos, dando um mini-concerto no elétrico da linha 22. Haverá gente concentrada na Igreja de Santo Ildefonso, que se estreia como palco para dar a conhecer três novas bandas nacionais, mas também, uns metros mais à frente, na Praça dos Poveiros, para assistir a um dos maiores eventos de hip-hop do país, com atuações de Valete, Mundo Segundo e Sam The Kid...

Este ano, em vez de apenas passar à porta, o festival vai arriscar também preencher os mais de três mil lugares do Coliseu do Porto, com Aldina Duarte e Carminho a abrirem com fado a noite que termina com a música eletrónica de Branko, dos Buraka Som Sistema.

Depois de no ano passado ter levado 150 mil pessoas às ruas da Baixa do Porto, o NOS em D"Bandada está de regresso no próximo dia 12 de setembro (sábado, durante a tarde e até ao final da noite) e promete na quinta edição o maior evento de sempre, com 78 concertos de entrada livre em 21 palcos.

"Música por todo o lado" é o lema do festival que ontem foi apresentado no palco do Coliseu do Porto e que, para muitos, como o presidente da câmara, Rui Moreira, é conhecido como o "São João da música".

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG