Filme inspirado no escândalo DSK é sucesso na Net

O novo filme do realizador americano Abel Ferrara, 'Welcome to New York', inspirado no escândalo sexual protagonizado pelo então presidente do FMI Dominique Strauss-Kahn em Maio de 2011 em Nova Iorque, já ultrapassou os 100 mil 'downloads' pagos em França, onde está disponível apenas na Internet. Cada acesso custa 6,99 euros.

'Segundo a Wild Bunch, co-produtora e distribuidora do filme, 'Welcome to New York' começará a dar lucro quando atingir os 120 mil acessos. A Wild Bunch investiu um milhão de euros na exibição digital da fita.

A fita, onde Gérard Depardieu interpreta uma personagem chamada Devereaux, claramente decalcada da figura de Strauss-Kahn, foi projectada num cinema de bairro à margem do Festival de Cannes, em Maio, numa astuta operação de 'marketing' e no meio de grande burburinho mediático, levando muitos a pensar que fazia parte do programa do certame.

Após a sua apresentação em Cannes, Dominique Strauss-Kahn pôs uma queixa na justiça contra a fita, alegando ser difamado na mesma e ter "direito ao esquecimento". O seu advogado chamou, em público, "uma merda" ao filme. A jornalista Anne Sinclair, mulher do antigo presidente do FMI, que surge no filme interpretada por Jacqueline Bisset, classificou 'Welcome to New York' como "difamatório e anti-semita", numa referência a uma cena em que Devereaux acusa o sogro de ter feito fortuna graças a negócios pouco claros após a II Guerra Mundial.

Vincent Maraval, um dos patrões da Wild Bunch, acusou, por seu lado, as televisões franceses de fazerem "auto-censura" em relação ao filme, por não estarem interessadas em o adquirir. 'Welcome to New York' está comprado pela NOS para Portugal e foi vendido para todo o mundo ainda antes de ter sido projetado em Cannes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG